segunda-feira, março 06, 2006

Pensamento

Entrei numa livraria. Puz-me a contar os livros que há para ler e os anos que terei de vida. Não chegam, não duro nem para metade da livraria.
Deve certamente haver outras maneiras de se salvar uma pessoa, senão estou perdido.
No entanto, as pessoas que entravam na livraria estavam todas muito bem vestidas de quem precisa salvar-se.
JOSÉ DE ALMADA-NEGREIROS

1 Comments:

Blogger aba said...

Deve certamente haver outras maneiras de se salvar uma pessoa, senão estou perdido.

É uma das maiores angústias que me acompanham ao longo da vida...

12:03 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home