quinta-feira, abril 20, 2006

Separando as águas

O que a blogosfera tem de interessante é o seu carácter marginal e verdadeiramente alternativo ao regime do pensamento único. Aqui, os silenciados pela ditadura "kultural" dos tempos (pós-)modernos, encontram espaço para expôr as suas ideias. Parece-me, pois, desnecessário pactuar com os senhores do sistema — quais meninos gordos donos da bola —, que têm todos os media convencionais à sua disposição e querem agora banalizar o único meio de comunicação que lhes escapa ao controle.
Vem tudo isto a propósito de um evento de um novo género (já não é o primeiro...), agora muito em voga. A coisa em causa cheira mesmo a mais uma reunião preparatória — tipo balão de ensaio — para um qualquer programa televisivo com estrelas blogosféricas.
Resta ainda acrescentar que não ando aqui para conhecer pessoas ou, muito menos, para fazer novos amigos; a maior parte dos meus amigos, aliás, nem sabe que aqui ando...
Por tudo isto, obviamente (palavra muito utilizada nesses meios), — eu não vou!

4 Comments:

Blogger Francisco Múrias said...

Meu caro Mendo Ramires é você e eu.
Descupe ter entrado pelo seu blog (não foi só no seu) dentro com a questão atras mencionada mas eu estou indignado com o que se está a passar com esta qustão do processo de entre os rios que por acaso tem lá um tio meu metido Criei outro blog (que não é bem um blog, é mais uma pasta onde vou colocando sem qualquer ordem toda a informação que consiga pesquisar na net sobre o assunto.

Tudo isto tem o aspecto de uma cabala,não contra o meu tio, mas contra a Junta Autonoma das Estradas e para amigos.

1º Foram as denuncias (parece ue nunca provadas de corrupção na junta.
2º Com base nisso extinguiram a junta e criaram tres institutos.
3º O Expresso a determinada altura notícia que a Junta não estava a fazer as inspecções às pontes porque desmantelaram tudo.
4º A ponte cai.
5ª È preciso arranjar culpados para acalmar a populaça.

Quem é que aparece em todos os momentos ?
João Cravinho

3:11 da manhã  
Blogger alex said...

O 'sectarismo' em demasia não é cousa boa.

Eu já conheci, pessoalmente, gente da blogosfera.
Alguns até são nacionalistas.
E, francamente, gostei.

O travar conhecimento com pessoas de diversas sensibilidades é positivo.
Depois, cada um faz a sua avaliação.
Gosto de todas as experiências que me possam enriquecer e acrescentar algo.
(nem que seja para discordar, sempre frontalemente e sem 'paninhos quentes', cmo é meu apanágio)

" espaço para expôr as suas ideias"

Et voilá!
Aqui está algo muito salutar,íntrinsecamente natural ao ser humano e que só é compatível com um único sistema: a Democracia (no sentido anglo-saxónico da palavra).

3:20 da manhã  
Blogger dragão said...

Não se diz "amigos", caro Mendo, e perdoe a irrupção. Diz-se "contactos". Este é um mundo de coleccionadores sôfregos de "contactos". O lema básico é: "Contacto, logo existo".

2:39 da tarde  
Blogger Mendo Ramires said...

Agradeço o reparo, caro Dragão. Não estraguemos, pois, a palavra «amigos»; apliquemos, portanto, «contactos» (serão imediatos e de 3º grau?), para estas frivolidades contemporâneas.
Saudações bloguistas!

3:56 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home