domingo, julho 16, 2006

O estado da blogosfera

Na blogosfera, ao início era a palavra; depois, assistimos à chegada da imagem — com a publicação de "cartoons", fotografias e pinturas; logo a seguir, veio o som e surgiram belas marchas, músicas e canções; finalmente, chegámos à época das imagens em movimento — os vídeos vieram para ficar.
Tudo me parece ainda em fase experimental, no que diz respeito às suas possibilidades de utilização estética e articulação editorial; mas, uma coisa é certa: a comunicação nunca mais será a mesma! E, digo mais: quem quiser e puder ser líder de opinião deverá criar — já! (chegando, no entanto, com grande atraso) — um blogue.
Por estas e outras, concluo que é de tirar o chapéu a quem anda aqui há três anos... Marcaram posição. Estão à frente. E especial mérito têm porque conseguiram ver neste meio de vanguarda um canal para fazer passar mensagens tradicionais, pois é nessa difícil síntese que sempre se forjou o Futuro.
Os conservadores — das direitinhas e das sinistras —, como é hábito, ficaram de fora. Já não vão apanhar o barco. Lamentar-se-ão eternamente.

5 Comments:

Blogger alex said...

"Os conservadores — das direitinhas e das sinistras —, como é hábito, ficaram de fora."

Pois ficaram mas, para ser franco, fazem 'cá' tanta falta como um frigorífico na Antárctida.

3:20 da manhã  
Blogger Jorge Arbusto Sr. said...

Obrigado pela parte que me toca =P

8:28 da manhã  
Blogger SA said...

A blogoesfera é um livro aberto para o nacionalismo portugues. Quem não escrever nele, não verá o seu nome inscrito na memória desta peculiar resitencia que aqui praticamos.
abraço

7:48 da tarde  
Blogger Pedro Ferreira, Visconde de Cunhaú said...

As direitas cada vez mais têm apenas actuação no campo das ideias! O espectro partidário é deveras desmotivante...

8:32 da tarde  
Blogger Mendo Ramires said...

Caro Visconde:
Graças a Deus, em Portugal não há que enganar — há um só partido nacionalista: Partido Nacional Renovador (PNR).

3:21 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home